Formas do Fogo é a sorte que o Corinthians e todos querem!

Para vencer um torneio, treinos, táticas, competência, são fatores cruciais, mas a “Formas do Fogo” é a sorte extra que todos querem. O Corinthians é a prova! 

O rebaixamento do Corinthians para a Série B do Campeonato Brasileiro, em 2007, foi o momento mais triste do Clube em toda sua história. E para quem não sabe, a Formas do Fogo estava sempre presente, ao lado deste grande clube e de tantos outros times e “gigantes” que fizeram sua história.

No pior e no melhor de todos os momentos, a Formas do Fogo fez e faz parte da história. E dá aquele toque de sorte na competição. Dúvida?

 

Formas do Fogo: a melhor campanha de todos os tempos

Nem o jejum do paulistão, que durou exatos 22 anos, 8 meses e 7 dias foi tão penoso, mas, quem é corintiano sabe, que nada no Timão é conquistado sem suor, sem lágrimas, sem promessas e sem o grito de “É CAMPEÃO!” solto da garganta diante de um estádio lotado. E o clube sentiu isso na pele, um ano depois, quando gravou seu nome na história, fazendo a melhor campanha da Série B de todos os tempos – e que dura até hoje.

Nem o Palmeiras, que sendo rebaixado duas vezes em apenas 10 anos, foi capaz de igualar o feito. E olhe que caiu duas vezes, mas, chega de falar do rival, porque a Formas do Fogo é a tradição sempre na hora de erguer o troféu, e naquele ano, não foi diferente com o Corinthians. Contra fatos não há argumentos.

 

O melhor sem sorte, não leva a taça! 

E os fatos mostram que o Corinthians fez a melhor campanha de todos os tempos, acumulando 85 pontos em 38 partidas, garantindo o título de acesso à Série A com 4 rodadas de antecedência. O técnico era o Mano Menezes – tradicionalíssimo no clube e um dos preferidos da diretoria e da torcida até hoje. 

Em campo, estavam: o goleiro Felipe, os zagueiros Chicão, William (capitão do time na época e que hoje acaba de voltar ao Pq. São Jorge); Alessandro, André Santos; os meias Cristian, Elias, Fabinho, Douglas; e os atacantes Herrera (uruguaio) e Dentinho, que mais tarde se mudaria de vez para a Ucrânia ao lado de Danielle Souza, a “Mulher Samambaia” do extinto programa Pânico, na TV Bandeirantes. Hoje, Dentinho ainda joga na Ucrânia, no Shakhtar Donetsk.

E a Formas do Fogo estava lá, dando aquele toque de sorte que abrilhantou o  Campeonato inteirinho. E deu o título ao Timão.

Afinal, o melhor sempre vence, mas o que é o melhor sem sorte?

No total, o Corinthians garantiu na Série B, 25 vitórias, 10 empates e apenas três derrotas. Foram marcados 79 gols, sendo Dentinho e Herrera os artilheiros da equipe, com 14 gols cada um. E todos ergueram a taça da Formas do Fogo, ao final do torneio!

Até hoje, o único time que se aproximou deste feito foi a Portuguesa, que em 2011, na série B, alcançou 81 pontos. Dá pra acreditar?

Assim, se for para fazer história, a Formas do Fogo é o craque que não pode faltar. Entre em contato e garanta já a contratação que vai abrilhantar o Torneio do começo ao fim.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Atendimento WhatsApp